ALIMENTOS ÓLEOS

10 Benefícios da Castanha do Pará Para a Saúde

10 Benefícios da Castanha do Pará Para a Saúde
Gostou do post? Avalie!

A Castanha do Pará é a semente da castanheira do Pará, uma árvore da família botânica Hidatidocele, com tronco de até 4 m de diâmetro e altura de 30-45 metros. O fruto é esférico, de 11 a 14 cm de diâmetro, com peso variando entre 700 grs e 1500 grs.

É uma fruta típica do norte do Brasil e um dos principais produtos de exportação da Amazônia. Possui alto valor proteico e calórico além de ser rica em selênio, substância que reduz o risco de cânceres como o de pulmão e de próstata e combate os radicais livres, agindo contra o envelhecimento, fortalece o sistema imunológico, atua no equilíbrio da tireo ide.

CASTPode ser consumida in natura, torrada, na forma de farinhas, doces e sorvetes. O óleo da castanha é usado na fabricação de produtos de beleza para o cabelo. A castanha tem uma casca fina, marrom e brilhante. A polpa é branca, farinhenta e saborosa.

01=A castanha do Pará ajuda a proteger o coração: Apesar de ser muito gordurosa, e apresentar uma parcela significativa de gorduras do tipo saturada (22% da composição de gorduras), a castanha do Pará possui ácidos graxos (oleico e palmitoleico) que ajudam a aumentar os níveis de colesterol HDL e a diminuir os de colesterol LDL. O colesterol do tipo HLD ajuda a evitar doenças cardíacas, já o excesso de LDL está muito associado à ocorrência de aterosclerose, processo inflamatório nas artérias que pode provocar infartos. Um estudo feito com jovens obesos constatou que a ingestão diária de 15 a 25 g de castanha do Pará diminui os níveis de colesterol total e LDL.

A castanha do Pará também possui um considerável teor do aminoácido arginina (100 g de sementes têm 2,148 g), que nosso corpo utiliza para a síntese do gás óxido nítrico, um potente vasodilatador, ajudando no tratamento da hipertensão.

02=A castanha do Pará ajuda a combater o câncer: Os benefícios da castanha do Pará contra o câncer são decorrentes, sobretudo, dos efeitos do selênio em nosso organismo.

Existe uma enzima do sistema de defesa antioxidante do nosso organismo chamada glutationa peroxidase, que precisa do selênio para desempenhar suas funções. Quando em excesso, os agentes oxidantes podem induzir mutações que promovem o surgimento de células cancerígenas.

Além dessa ação preventiva, o selênio também parece ser eficaz no tratamento de alguns tumores. Um estudo, publicado na revista Cell Biologia ad Toxicológico, mostrou que o mineral estimulou o processo de apoptose, ou morte celular programada, em células de câncer do colo do útero. Outra pesquisa publicada na Câncer Research, também revelou que o selênio ajudou a reduzir a proliferação de células cancerígenas da próstata.

03=A castanha do Pará ajuda a emagrecer: A incorporação de castanhas do Pará na dieta ajuda no processo de emagrecimento. Pode parecer contraditório, mas não é só o seu conteúdo de fibras e proteínas que promovem uma sensação de saciedade: as próprias gorduras insaturadas da semente também proporcionam este efeito, o que fará você consumir uma menor quantidade de alimentos.

O selênio das castanhas também protege a glândula tireoide e previne o hipotireoidismo, um desequilíbrio hormonal que leva ao ganho de peso. A enzima diodense, que atua na transformação de tiroxina (T4) em tri-iodo tironina (T3), isto é, participa da síntese do hormônio ativo, é dependente de selênio. O T3 acelera o metabolismo como um todo, evitando também o sobrepeso.Veja também: Castanha do Pará Engorda ou Emagrece?

04=A castanha do Pará promove o crescimento muscular: Para o crescimento e reparação do tecido muscular é fundamental a ingestão de alimentos que sejam fontes de proteínas. Levando-se em conta a quantidade diária de proteínas recomendada para um homem adulto (56 g), as sementes já ajudam a cumprir uma boa parte dessa meta (um copo de castanhas do Pará fornece cerca de 19 g de proteínas).
As gorduras e o selênio das castanhas também são importantes para a síntese da testosterona, hormônio que promove o aumento da massa muscular.

05=A castanha do Pará é boa para os ossos: Os benefícios da castanha do Pará também refletem na saúde dos ossos. Os minerais magnésio e fósforo, encontrados em quantidades significativas nessas sementes, são importantes para o processo de construção óssea. O magnésio, por exemplo, é imprescindível para a fixação de cálcio nos ossos, bem como nos dentes.

CT06=A castanha do Pará ajuda a preservar o cérebro: Uma pesquisa feita pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP demonstrou que a ingestão diária de castanha do Pará ajuda a preservar o cérebro de danos oxidativos relacionados com a idade.No estudo, homens e mulheres idosos, 20 no total, que apresentavam deficiência de selênio e comprometimento cognitivo leve (CCL), foram divididos em 2 grupos: dos que comeram uma castanha diariamente e daqueles que não fizeram o consumo da mesma.

Todos os participantes foram submetidos a uma análise neuropsicológica, antes e ao final do estudo. Após um período de 6 meses, os voluntários que consumiram as sementes, não apresentaram mais deficiência do mineral e também tiveram uma melhora da função cognitiva.

A pesquisadora Bárbara Cardoso esclareceu que existe uma relação entre a quantidade de selênio no organismo e o estresse oxidativo, para os casos de CCL, uma condição que antecipa, por exemplo, a ocorrência do mal de Alzheimer. Ela relata que conforme envelhecemos, os neurônios passam a produzir mais radicais livres durante a síntese de energia e que nossas defesas antioxidantes também vão se tornando ineficientes.

07=A castanha do Pará é uma aliada do sistema digestório: Os benefícios da castanha do Pará para o sistema Digestório incluem um aperfeiçoamento da sua funcionalidade, facilita o peristaltismo que é a movimentação para empurrar os alimentos, e melhora de absorção de nutrientes, além de um efeito preventivo contra a constipação intestinal e até mesmo o câncer de cólon. As fibras da semente são as responsáveis por tais atividades.

08=Riscos do consumo excessivo: Consumir além de seis castanhas-do-pará pode ser prejudicial para a saúde. Isto porque esta quantidade do alimento possui 542 mcg de selênio, 774% da recomendação diária. O consumo ocasional de uma quantidade maior não vai causar nenhum problema, o que complica é o consumo crônico de altas quantidades da castanha. Pode ocorrer uma overdose de selênio que leva a uma condição tóxica conhecida como selenose. Os sintomas deste problema são náuseas, vômitos, dor abdominal, fadiga, irritabilidade, descamação das unhas, perda de cabelo, mau hálito, distúrbios gastrointestinais e danos ao sistema nervoso.

09=Protege o cérebro: A castanha-do-pará é rica em gorduras boas que compõem parte do cérebro e ajudam a ter uma melhor memória e raciocínio. Além disso, a ação antioxidante da castanha-do-pará evita a oxidação excessiva dos neurônios, prevenindo doenças cerebrais degenerativas como Alzheimer e Parkinsoniano. Esta mesma ação também previne derrames cerebrais.

10=Bom para a tireoide: A tireoide depende de alguns minerais para o seu perfeito funcionamento, principalmente selênio, zinco e iodo. Eles fazem parte de reações bioquímicas que permitem a produção dos hormônios tireoidianos. Muitas vezes o hipotireoidismo inicial pode ser corrigido com um nível ideal destes minerais. A castanha-do-pará se torna uma aliada da tireoide por conter boas quantidades de selênio.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.