DIETA E NUTRIÇÃO EMAGRECER

As 13 Dicas Para Ter Uma Barriga Chapada Em 7 Dias

As 13 Dicas Para Ter Uma Barriga Chapada Em 7 Dias
Gostou do post? Avalie!

As 13 Dicas para ter Uma Barriga chapada em 7 dias. Além disso, uma barriga definida em pouco tempo não é tão difícil quanto parece, ao contrário do que muitas pessoas acreditam a solução não está na prática de exercícios abdominais

Sim através da alimentação ao seguir uma dieta rica em fibras e alimentos diuréticos é possível perder gordura abdominal rapidamente sem grandes sacrifícios.

Barriga chapada em dois dias é possível desde que se tome alguns cuidados, para perder a gordura localizada na região abdominal em um curto período é necessário aumentar o consumo de líquidos e fibras que potencializam o funcionamento intestinal. Seguindo um cardápio específico para diminuir barriga, é possível notar-se os efeitos nas primeiras 48 horas.

Barriga chapada alimentos são a chave para adquirir um abdômen definido, principalmente os funcionais, aqueles que além da nutrição, tem outras propriedades que beneficiem nossa saúde e ajudem a manter a boa forma.perder-barriga 1

  • Fibras: O mau funcionamento do intestino pode ser o responsável pela barriga saliente e as fibras atuam nesse quadro. Elas aumentam o volume do bolo fecal e facilitam a evacuação.
  • Chá de cavalinha: e hibiscos Com efeito diurético, o chá colabora para a eliminação do excesso de líquidos do corpo e, consequentemente, de volume na barriga. Além disso, a cavalinha é rica em silício, mineral que ajuda a combater a flacidez.
  • Água: A retenção líquida infla a barriga. Ao tomar a quantidade certa de água estimula-se o funcionamento dos rins e combate o problema.
  • Frutas: As melhores são o abacaxi, a melancia e o melão. São ricas em vitamina C, flavonoides e glucosinolato, substâncias que estimulam os rins a funcionar melhor, eliminando os líquidos mais facilmente.
  • Água de coco: Ela hidrata, é diurética e com baixas calorias, é a bebida ideal para substituir refrigerantes e sucos açucarados.

Gengibre: essa raiz pode aumentar o gasto calórico em mais de 10% e pode ser consumido de diversas formas, desde cru, para temperar carnes, aves e peixes, e ainda fica ótimo em molho de tomate, sopas de legumes e chá, quando misturado com outras ervas. A quantidade diária indicada é de duas fatias pequenas.

Chá verde Camellia sinensis: Assim como a pimenta, esse chá favorece a utilização da gordura corporal como fonte de energia em função do estimulo metabólico, deve-se ingerir cinco xícaras de chá por dia durante três meses. Porém, quem tem insônia não deve ingerir o chá verde na parte da tarde ou noite.

Trocar alimentos de alta densidade energética: por outros de baixa densidade energética pode ser uma ótima maneira de emagrecer e se manter magro sem grandes sacrifícios. Por exemplo: substituir 100 g de batatas fritas por 100 g de batatas cozidas – ambas pesam a mesma coisa, mas qualquer fritura contém altos índices de gordura e, portanto, muito mais calorias.

Os alimentos de baixa densidade energética fazem com que se sinta saciado por mais tempo , mandando, dessa forma, aqueles quilinhos indesejáveis embora. Priorize frutas, verduras, legumes e alimentos como arroz e massas, que absorvem muita água durante o cozimento. Evite alimentos que contenham muita gordura e/ou açúcar.

Comer proteína nas refeições ajuda a manter seu peso constante: Sem dúvida, esse é um dos melhores tipos de alimento que podem saciar, além de também estimular a queima de gordura e ajudar a formar ou manter o tecido magro. E não é só através da carne ou peixe que se obtém a proteína, ela pode ser encontrada no feijão, lentilha, castanhas, sementes, ovos, soja e derivados.

Sopa como entrada: pode ser de grande ajuda para mandar aqueles quilinhos extras embora. Um recente estudo americano comprovou que tomar sopa antes do prato principal modera o apetite, de forma que você reduz em mais de 20% o consumo total de calorias naquela refeição.

Isso porque a sopa leva um tempo relativamente longo para deixar o estômago, e acredita-se que acalme os hormônios estimulantes do apetite. Mas, muita calma nessa hora, claro que estamos falando de sopas leves, nada de sopas cremosas à base de creme de leite.

Ingerir uma dose diária de óleo de coco: é uma outra importante dica que pode ajudar a eliminar os quilos que teimam em não ir embora, pois o óleo de coco é rico em um tipo de gordura que pode acelerar o metabolismo. Segundo uma pesquisa feita aqui no Brasil, mulheres com um estilo de vida saudável que consumiram 30 ml de óleo de coco por dia apresentaram cintura mais fina, níveis mais altos de HDL, o colesterol bom, e mais baixos do LDL,

O colesterol ruim após 12 semanas. Então, a dica é consumir uma ou duas colheres (chá) do óleo por dia e use-o para cozinhar. Porém, cuidado, como qualquer gordura, ele deve ser usado levemente, e importante: Se seu colesterol estiver alto, consulte o médico antes de consumir o óleo de coco.

Mascar chiclete: para reduzir o desejo por doces, agora os americanos que descobriram que pessoas que mascaram chiclete sem açúcar por 15 minutos por hora durante três horas e depois comeram diversos petiscos relataram sentir significativamente menos fome e menos desejo por doces

Beber água antes de cada refeição: pois é, essa dica é antiga, e segundo pesquisadores americanos, a água é eficaz porque enche o estômago, proporcionando uma sensação de saciedade, sem acrescentar calorias. Portanto, beba 2 copos de água antes de cada refeição.

Invista nos carboidratos com baixo índice glicêmico: (medida da rapidez com que o alimento eleva os níveis de glicose no sangue) podem ajudar na perda de peso. Feijão, castanhas, sementes, massas integrais e trigo-sarraceno mantêm a sensação de saciedade por mais tempo ao liberarem sua energia lentamente, o que pode levar você a comer menos.

MULHERRMeia hora antes do café da manhã:
1 copo de suco desintoxicante (receita abaixo)

Café da manhã:
Opção 1: 1 copo (200 ml) de leite de soja light com café (opcional) + 2 torradas (ou 1 fatia de pão integral) com margarina light + 1 fatia de peito de peru (ou presunto magro ou 2 col./chá de geleia diet)

Lanche da manhã:
Opção 1: 1 fruta média (maçã, pera, ameixa vermelha) + 2 castanhas-do-pará + 1 xícara de chá de hibisco

Almoço;
Opção 1: Salada de folhas verde-escuras (couve, rúcula, agrião ou alface-roxa) + 1 filé médio de frango grelhado + 2 col. (sopa) de arroz integral + 1 concha média de lentilha (ou feijão) + 1 taça de gelatina
Opção 2: Salada de alface, agrião e tomate + 1 filé médio de peixe grelhado + 2 batatas pequenas assadas ou cozidas com 1 fio de azeite de oliva e orégano + 1 taça de gelatina

Lanche da tarde:
Opção 1: 1 fruta (pera, maçã, caqui ou tangerina) + 1 xícara de chá de hibisco

Meia hora antes do jantar:
1 xícara de chá de hibisco

Jantar:
Sopa funcional (receita abaixo) + 1 fruta assada (maçã ou banana) com canela

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.