ALIMENTOS DIETA E NUTRIÇÃO

Os 10 Alimentos Mais Ricos em Carboidratos

Os 10 Alimentos Mais Ricos em Carboidratos
Gostou do post? Avalie!

Os 10 alimentos mais ricos em carboidratos. Além disso, Carboidratos Você certamente deve conhecer alguém que já seguiu uma dieta pobre em carboidratos para emagrecer ou já pode inclusive ter ouvido uma pessoa dizer que os carboidratos são os grandes culpados pelo acúmulo das indesejáveis gordurinhas no corpo.

Se você está fazendo uma dieta que restringe significativamente o consumo de carboidratos, então, pare imediatamente! Tenha em mente que esse composto é essencial para a nossa sobrevivência.O carboidrato é o combustível para o nosso corpo – e cérebro – especialmente quando praticamos qualquer tipo de atividade física. O corpo também precisa de carboidratos para regular o humor e manter nossos intestinos funcionando corretamente. Além disso, nem todos os carboidratos são iguais. Muitos carboidratos contêm fibras dietéticas que ajudam a baixar o colesterol, prevenir ataques cardíacos e são fundamentais para o sucesso de uma dieta.

alimentos-ricos-em-caboidratos-1024x591Os carboidratos possuem papel fundamental no equilíbrio da nossa saúde. Entre outros benefícios eles auxiliam no sistema imunológico, na fertilização, na coagulação sanguínea e no desenvolvimento do corpo, em geral. Eles são encontrados em cereais, bolos, frutas, bebidas, enfim, em grande parte dos alimentos.

Laranjas:  Além de possuir muita vitamina C em sua composição, as laranjas contêm uma quantidade muito grande de açúcares naturais, o que fazem delas uma bela escolha para dar energia ao corpo. Além disso, fornece flavonoides o que reforça o sistema imunológico e previne de gripes e resfriados, por exemplo

Suco de frutas: Mesmo sendo uma bebida natural, os sucos de frutas, como de laranja ou uva, possuem altos níveis de carboidratos simples. Você pode priorizar o consumo de frutas inteiras, pois são opções menos refinadas e portanto, mais saudáveis. As frutas inteiras também possuem mais fibras, o que contribui para uma melhor digestão e mantém você por mais tempo saciado.

Cenoura: Dona de uma índice glicêmico baixo – 16 -, a cenoura crua tem 5,84 g de carboidratos por unidade de tamanho médio.

Figos Frescos: Os figos são frutas ricas em carboidratos e que podem diminuir as chances de uma doença cardiovascular. Os figos misturados com outros alimentos, também contribuem para a redução do teor gorduroso, sempre associado aos carboidratos.

Feijão: Qualquer tipo de feijão proporciona uma dose saudável de fibra e pouco açúcar. Um grama de feijão preto, por exemplo, contém 7 gramas de carboidratos totais, dos quais 2 são de fibra. O feijão tem o benefício adicional de fornecer proteína para o corpo

Frutas: Falamos no começo do artigo sobre os sucos de frutas contendo altos níveis de carboidratos simples. É importante você lembrar que frutas em geral têm carboidratos simples. O que muda com relação aos sucos é que a assimilação dos carboidratos é mais lenta e dessa forma não provoca tantos picos de insulina. Existem frutas baixas em carboidratos como morangos e framboesas e frutas ricas em carboidratos como banana.

SOUPASopa de lentilha: As lentilhas são ricas em ferro, proteínas, cobre, vitaminas e potássio. Devido seu baixo nível glicêmico, os carboidratos presentes na lentilha são considerados “do bem”. Possuem cerca de 20% de carboidratos em 100 gramas.

Xarope de milho: É muito utilizado para tempero de comidas assadas. É produzido através da conversão de amido de milho em glicose por meio de dois processos enzimáticos. O xarope de milho é rico em carboidratos simples e possui sabor semelhante ao açúcar branco. Bolos, pães, tortas e pães doces possuem a combinação de açúcar granulado com xarope de milho. Ele é responsável pela consistência lisa e brilhante em doces caseiros e caramelizados.

Aveia: O tipo específico de fibra presente na aveia tem sido associado à melhoria da saúde cardíaca e controle de peso, bem como redução do colesterol.

Cereais matinais: Eles estão muito presentes no café da manhã de crianças, o que pode se tornar preocupante, já que é um período de nutrição voltado para um crescimento saudável. Os pais podem acreditar que é uma opção para oferecer uma nutrição mais completa aos seus filhos,

já que inúmeros fabricantes afirmam disponibilizar nutrientes importantes no produto. Porém, a realidade é que até os cereais alcançarem as mãos dos consumidores, eles se submeteram a diversos processos para conservação.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.